Saiba como aproveitar os feriados e pontes de 2016


Aproveite 2016!

O governo repõe quatro feriados, o calendário já nos congratulava com quase o dobro — e quase todos dão para sair do País!

Se no ano passado sentiu que o calendário estava contra si, este ano não vai ter razões de queixas.
2016 vai ter vários feriados “bons”, uma vez que de um total de 13, só três é que coincidem com o fim de semana. O governo ajudou nas contas com a reposição de quatro feriados, 5 de outubro e 1 de dezembro do Corpo de Deus e do Dia de Todos os Santos. Os quatro feriados estavam suprimidos desde 2013.

Para saber como aproveitar os feriados e pontes deste ano, a Safe Fly mostra-lhe todas as datas em que vale mesmo a pena sair do País. O 1 de janeiro já passou, mas ainda há quatro feriados que calham a uma sexta ou segunda-feira, e quatro que dão para fazer ponte. Para cada um dos feriados temos sugestões para todas as bolsas:

 

Varsovia

 

25 a 27 de março, Varsóvia (Polónia)

Este ano, a Sexta-feira Santa é celebrada a 25 de março, por isso a grande maioria das pessoas vai ter folga do trabalho de 25 a 27 de março. Se está a pensar numas miniférias mas não quer gastar muito dinheiro, a Safe Fly sugere uma viagem para Varsóvia, na Polónia.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

O zloty é a moeda oficial e é isso que paga por uma caneca de Tyskie ou de Okocim (cervejas locais) ou por um pierogi (um prato típico polaco que é parecido com ravioli). Um zloty corresponde a 0,23€. Entre as atrações turísticas mais importantes, está o Museu de Arte Moderna (3,50€) e o Museu do Q5 da Gestapo, onde era a sede dos serviços secretos de Adolf Hitler. A entrada custa apenas 1,50€.

 

Quanto custa viver lá

 

É uma cidade barata: segundo o site Price of Travel, comer fora custa entre os 2,30€ e 5,70€, um táxi para o centro da cidade fica entre 6,90€ e 9,20€. Já o bilhete para andar nos transportes públicos ronda os 0,70€. E porque é sempre importante saber estas coisas, meio litro de cerveja pode custar pouco mais de 1€. Quanto aos hotéis, em média, uma noite num hotel custa 77€. É um cidade tentadora para quem não quer gastar muito dinheiro.

 

Quero voar

 

A viagem dura 4h10.

 

Preço da viagem: desde 265€ por pessoa

 

 

Oslo_newer_montage_2013

 

 

25 a 27 de março, Oslo (Noruega)

Se vai viajar sem olhar a custos, a Safe Fly sugere-lhe a incrível cidade de Oslo, na Noruega. É uma zona cara — não é por acaso que está sempre presente na lista dos destinos mais dispendiosos para os turistas, muitas vezes em primeiro lugar —, mas os monumentos, jardins, lagos, florestas e museus fazem tudo valer a pena.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Passeie por uma das atrações mais populares da Noruega, o Parque Vigeland, que tem 212 esculturas de granito e bronze do artista Gustav Vigeland (1869-1943). Saiba mais sobre a história dos vikings no Museu dos Barcos Viquingues (8,25€, que dá acesso também ao Museu da História Cultural). Faça ainda um passeio de barco no fiorde de Oslo (há várias empresas que oferecem este serviço, assim como ferries locais) e tire uma foto ao edifício futurista da Ópera Nacional da Noruega.

 

Quanto custa viver lá

 

O aeroporto de Oslo fica a 48 quilómetros do centro da cidade, por isso apanhar um táxi para chegar ao centro da cidade não é uma opção viável. Mesmo que não esteja a contar os trocos, mais vale apanhar o comboio ou reservar um serviço de transfer.

 

E quanto lhe vai custar usufruir da cidade durante esses três dias? Segundo o site Price of Travel, as refeições custam entre 5,20€ e 18,60€, o bilhete de metro, autocarro, comboio ou barco fica entre os 3,10€ e os 5,20€.

 

Quero voar e dormir

 

A viagem dura 4h05 (ida) e 6h50 (volta). E já só nos falta falar do alojamento: há mais de 50 hotéis na cidade, mas o Grand Hotel é um marco na cidade.

 

Preço da viagem: desde 570€ por pessoa

Vilnius

 

 

23 a 25 de abril, Vilnius (Lituânia)

O 25 de abril, Dia da Liberdade, calha a uma segunda-feira, por isso tem três dias de folga entre 23 a 25 de abril. Para quem quer conhecer um sítio giro (e fora dos habituais roteiros turísticos), mas sem gastar muito dinheiro, a nossa sugestão é Vilnius, capital da Lituânia.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

A cidade tem o maior centro histórico de estilo barroco da Europa, tem imensas igrejas (algumas um bocadinho estranhas: a Holy Spirit, por exemplo, tem os corpos de dois santos embalsamados dentro de uma urna de vidro), espaços verdes e, a 30 quilómetros da cidade, o incrível Castelo de Trakai (a entrada custa 2€). Visite também o Palácio Presidencial (3€), que é a residência oficial do Presidente da Lituânia. A construção remonta ao século XIV.

 

Quanto custa viver lá

 

Vilnius é uma cidade económica. Segundo o site Price of Travel, os bilhetes dos transportes públicos custam 1€ e as refeições rondam os 2,50€ e 10€.

 

Quero voar e dormir

 

O voo para Vilnius dura 4h50.

 

Preço da viagem: desde 265€ por pessoa

 

munich1

 

23 a 25 de abril, Munique (Alemanha)

Munique. A cidade onde há mais de 20 grandes parques e zonas verdes (o Englisher Garten é maior do que o Central Park, em Nova Iorque), onde há transportes para todo o lado, onde não faltam museus, monumentos e estátuas históricas e onde nasceu o maior evento de cerveja do mundo, o Oktoberfest. Infelizmente não há feriados portugueses entre 20 e 30 de setembro, mas qualquer altura é boa para beber um copo em Munique.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Passeie pelo centro histórico de Munique e perca-se na praça Maximiliansplatz. Vale a pena também conhecer a Trinity Church, a única igreja que, segundo dizem os locais, não sofreu nenhum dano durante a Segunda Guerra Mundial. Visite também o Novo Museu de Arte (10€), que reúne obras e esculturas de vários artistas do século XIX, e o Pinakothek der Moderne (7€), o local perfeito para quem aprecia a arte de artistas como Leonardo da Vinci, Picasso, Matisse e Rembrandt. Aos domingos, as entradas para os dois espaços custam apenas 1€.

 

Quanto custa viver lá

 

O custo de vida em Munique não é muito elevado. Segundo o site Price of Travel, os almoços e jantares, por exemplo, variam entre os 5€ e os 15€, a cerveja (meio litro) custa cerca de 4€ e os bilhetes diários para utilizar os transportes públicos nunca ultrapassam os 7,80€.

 

Quero voar e dormir

 

A viagem dura 3h05.

 

Preço da viagem: desde 495€ por pessoa

 

sevilha

 

 

26 a 29 de maio, Sevilha (Espanha)

O Corpo de Deus calha este ano a uma quinta-feira. Se conseguir meter um dia de folga na sexta-feira, tem quatro dias perfeitos para umas miniférias. A Safe Fly sugere-lhe que visite Sevilha, em Espanha, mas com uma condição: tem mesmo de alugar um carro e fazer uma road trip pela região.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Em Sevilha, pode começar pela Catedral de Sevilha (8€) e a Torre da Giralda (8€). Se gosta de arte, visite o Museu de Bellas Artes (2,60€), que tem obras de artistas como Goya e Ribera. Pode ainda passar pela Plaza de toros de la Real Maestranza e viver o verdadeiro espírito da cidade. Ao final do dia, vá para ao bairro de Triana e escolha um dos vários bares de tapas.

 

Quando ficar farto da cidade (quatro dias é demais), alugue um carro e parta à aventura. Quanto tiver o carro nas mãos, parta à aventura: visite as cidades e vilas vizinhas, passeie pelo Parque Nacional de Doñana e chegue até às praias. Um pouco mais a norte, Huelva também é uma cidade incrível.

 

Quanto custa viver lá

 

Segundo o site Price of Travel, o bilhete de metro custa 1,30€ (uma zona) e 4,50€ (duas zonas), o bilhete de autocarro não ultrapassa os 0,70€. Quanto a refeições, os cafés são uma boa opção para tomar o pequeno-almoço — a grande maioria tem um menu próprio, que varia entre 3€ e 6€. Quanto a restaurantes, é pouco provável que ultrapasse os 18€ num restaurante trendy.

 

Quero voar e dormir

 

A viagem dura 1h05. Quanto ao alojamento, opte por um hostel: o Toc Hostel Sevilla fica mesmo no centro da cidade e tem uma decoração confortável e moderna. Preços a partir dos 21,60€ por noite (64,80€ para as três noites).

 

Preço da viagem: desde 275,00€ por pessoa

Edimburgo

 

26 a 29 de maio, Edimburgo (Reino Unido)

Há de facto um monstro no Lago Ness, mas tanto quanto se sabe foi colocado na água só para entreter os turistas. Ainda assim vale sempre pela paisagem e pela fotografia. Para aproveitar a ponte, a NiT sugere-lhe uma viagem até Edimburgo, a capital da Escócia, no Reino Unido. O lago fica a 270 quilómetros da cidade, mas com ou sem monstro justifica o aluguer de um carro.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Edimburgo é uma cidade pequena, por isso vai ter tempo para explorar à vontade a região. Mas vamos por partes: em primeiro lugar, na cidade vale a pena conhecer o Castelo de Edimburgo (22,50€), o Palácio de Holyroodhouse (16€) — onde a rainha de Inglaterra passa as férias — e a Catedral de Santo Egídio.

 

Depois de explorar a cidade, alugue um carro e faça-se à estrada. Glasgow fica a apenas 75 quilómetros de distância, e é conhecida como a capital escocesa do estilo. Os edifícios são elegantes — muito graças ao arquiteto Charles Rennie Mackintosh, considerado o filho da cidade —, há mais de 20 museus e galerias de arte. Os locais para fazer compras também nunca mais acabam. Não deixe de visitar a Golden Z, conhecida como a meca dos shopaholics. O Lago Ness fica um pouco mais longe, a 270 quilómetros de Edimburgo, mas claro que também tem de passar por lá.

 

Quanto custa viver lá

 

Segundo o site Price of Travel, o bilhete de autocarro custa 2€ (o bilhete diário fica a 5,40€), um jantar num restaurante ou num pub não ultrapassa os 14€ e uma cerveja fica a 1€. Um Big Mac no McDonald’s custa 4€.

 

Quero voar e dormir

 

A viagem dura 3h10.

 

Preço da viagem: desde 859€ por pessoa

 

Dublin

 

 

10 a 12 de junho, Dublin (Irlanda)

Em 2016, o Dia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesas calha a uma sexta-feira, por isso tem três dias de folga do trabalho para aproveitar em junho.

 

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Se há sítio na cidade que não pode mesmo perder é a prisão Kilmainham Gaol. Transformada em museu em 1986, o local é um dos mais emblemáticos de Dublin. A visita demora 1h30 e custa 6€ (preço por adulto). O St. Stephen’s Green é outra proposta que não pode perder — falamos de um parque mesmo no meio da cidade, que tem um lago relativamente grande. É perfeito para caminhadas ou piqueniques, e fica mesmo ao lado de um centro comercial com o mesmo nome. Visite também Abbey Theatre, também conhecido como Teatro Nacional da Irlanda.

 

Quanto custa viver lá

 

Consegue usufruir de Dublin sem gastar muito dinheiro — só tem de ter em atenção aos gastos. Segundo o site Price of Travel, o bilhete diário para andar de transportes públicos (comboio e autocarro) custa 7€, um menu completo no McDonald’s fica a 6€.

 

Quero voar e dormir

 

A viagem dura 2h50.

 

Preço da viagem: desde 261€ por pessoa

copenhaga

 

10 a 12 de junho, Copenhaga (Dinamarca)

Copenhaga é uma cidade lindíssima, é certo, mas também consegue ser dispendiosa. Mesmo em época baixa os hotéis são caros, assim como a grande maioria das atrações e restaurantes. Ainda assim, se vai viajar sem grandes preocupações monetárias, este é um destino que vale mesmo a pena conhecer — os castelos, palácios, a estátua dedicada à Pequena sereia, as casas coloridas e os bonitos canais fazem de Copenhaga uma cidade imperdível.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Faça um passeio de barco pelos canais de Copenhaga (os preços rondam os 5€), aprecie as casas coloridas no antigo porto de Copenhaga, Nyhavn, e visite a estátua da Pequena Sereia, o monumento mais famoso da Dinamarca. Construída por um cervejeiro em 1913, em homenagem à personagem do conto de Hans Christian Andersen, o monumento já foi atacado várias vezes por ser um dos símbolos mais representativos da cidade. Ainda está inteiro.

 

Quanto custa viver lá

 

Segundo o site Price of Travel, tomar o pequeno-almoço nos cafés e pastelarias varia entre 4€ e 7€. Um pouco mais caros são os almoços e jantares, que custam entre 5,30€ e 15€. O bilhete de metro e de autocarro fica entre 3,30€ e 14,60€.

 

Quero voar e dormir

 

A viagem dura cerca de 3h40. Quanto a hotéis, uma opção interessante é o Copenhagen Marriott Hotel, de cinco estrelas. O hotel fica a cinco minutos a pé da estação centra e dos jardins de Tivoli. Os quartos são modernos e o terraço do hotel, onde fica o bar Pier 5, fica à beira-mar. Aos domingos há brunch.

 

Preço da viagem: desde 733€ por pessoa

 

bruxelas

13 a 15 de agosto, Bruxelas (Bélgica)

A Safe Fly sugere-lhe que visite Bruxelas, na Bélgica. Apesar de não ser uma das capitais europeias mais visitadas pelos turistas, Bruxelas é uma bonita cidade central na Europa e, entre 12 e 13 de agosto, vai ser palco de um evento incrível que se realiza de dois em dois anos desde 1971. Dia 15 é feriado em Portugal — celebra-se a Assunção de Nossa Senhora.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Um dos pontos altos dos guias turísticos é a praça Grand Place, considerada Património da Humanidade pela UNESCO. Este ano a praça vai ser inundada de flores por ocasião da 20.ª edição da carpete de flores. 1.800 metros quadrados vão encher-se de begónias, a flor que a Bélgica exporta mais do que qualquer outro país do mundo. A 13 de agosto, o evento decorre das 10 às 22 horas e saber qual é o desenho da carpete é, claro, a grande expetativa dos visitantes. Para já só se sabe que vai ter um tema japonês.

 

Quanto a outras atrações na cidade, suba até ao topo do Atomium, uma estrutura com 103 metros de altura que foi construída por ocasião da Expo 58 e que representa um cristal elementar de ferro ampliado 165 mil milhões de vezes. A entrada custa 12€. Mesmo ao lado fica a Mini Europe, um local onde pode conhecer o continente europeu em poucas horas (são cerca de 80 cidades e 350 construções) e experimente o tão famoso chocolate belga no Chocolate Museum (6€). Passe também pelo Parque do Cinquentenário e suba ao arco do triunfo Les Arcades du Cinquantenaire (é grátis) — o acesso é feito através do Museu Real do Exército e da História Militar e da Aviação, cuja entrada também é gratuita.

 

Quanto custa viver lá

 

Segundo o site Price of Travel, o táxi do aeroporto para o centro da cidade custa 35€ mas o bilhete de comboio fica a 8,60€, nós sugerimos o serviço de transfer. Para se deslocar pela cidade, os bilhetes de metro ou de autocarro rondam os 2€. Quanto a comer fora, os restaurantes mesmo no centro da cidade são caros, por isso afaste-se uns quarteirões. As refeições podem ficar entre os 8€ e os 15€. Não deixe também de experimentar as famosas waffles belgas, que estão à venda em todo o lado. Custam entre 1,5€ e 3€. Peça as simples, sem cobertura — elas são boas é assim.

 

Quero voar e dormir

 

O voo dura 2h45.

 

Preço da viagem: desde 250€ por pessoa

 

Viena1

 

13 a 15 de agosto, Viena (Áustria)

Viena é uma das cidades europeias que vale mesmo a pena visitar, mas a arquitetura imponente e as atrações não saem baratas. Os transportes públicos são eficientes e com preços razoáveis, mas os hotéis e alguns dos locais mais giros para visitar são um pouco caros.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Comece por visitar o primeiro distrito, o Innere Stadt, considerado Património da Humanidade. É a parte mais antiga da cidade: aqui fica Stephansdom (a catedral de São Estevão), os parques Volksgarten e Burggarten, e o Palácio Imperial de Hofburg. Este último é um dos marcos históricos mais importantes da cidade: o museu Sisi, dedicado à imperatriz Isabel, ocupa seis quartos do palácio e conta a história de uma das personalidades mais adoradas pelos austríacos. Os bilhetes, combinados com outras atrações do palácio, como a coleção de pratas e os apartamentos imperiais, custam 11,50€.

 

Quanto custa viver lá

 

Segundo o site Price of Travel, um táxi do aeroporto para o centro da cidade custa entre 25€ e 30€, por isso o melhor é optar pelo comboio — o bilhete fica a 11€. Para andar por Viena, os transportes públicos ficam a 2,20€. Quanto a refeições, os restaurantes custam entre 8€ e 15€, meio litro de cerveja ronda os 3€ e as Bratwurst, pequenos quiosques de salsichas que estão espalhados um pouco por toda a cidade, rondam os 3€ a 4€.

 

Quero voar e dormir

 

A viagem dura 3h20. Quanto ao alojamento, o Fleming’s Deluxe Hotel Wien-City, de cinco estrelas, fica mesmo no centro da cidade e tem quartos luxuosos, um spa com ginásio e sauna a vapor e um restaurante gourmet.

 

Preço da viagem: desde 504€ por pessoa

o-PRAGUE-900

 

 

29 de outubro a 1 de novembro, Praga (República Checa)

Em 2016 o Dia de Todos os Santos calha a uma terça-feira. Se conseguir meter uma folga, tem quatro dias para aproveitar numas miniférias. Para não gastar muito dinheiro, a Safe Fly sugere-lhe que visite Praga, na República Checa.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Visite o castelo de Praga, que é impressionante. Algumas zonas estão abertas ao público gratuitamente, outras só podem ser vistas se comprar um bilhete. A entrada custa 12,95€. Conheça também Galeria Nacional de Praga (7,40€), que este ano celebra o 220.º aniversário, passeie pela Praça da Cidade Velha e tire uma fotografia ao Orloj, um relógio astronómico medieval que foi construído em 1490. Passeie também pela Colina Petrin, que fica em pleno centro histórico da cidade. Aqui há uma torre de observação que foi inspirada na torre de Paris, projetada pelo engenheiro Eiffel.

 

Quanto custa viver lá

 

Segundo o site Price of Travel, um táxi do aeroporto para o centro da cidade custa 21€, mas o autocarro expresso faz o mesmo percurso por apenas 2€. Consegue jantar em qualquer restaurante por 5€ a 10€, mas não deixe de experimentar um hot dog numa roulote por menos de 1€, mais ou menos o mesmo que custa um bilhete de autocarro para circular pela cidade. Um Big Mac do McDonald’s custa 2,55€.

 

Quero voar e dormir

 

A viagem dura 3h30.

 

Preço da viagem: desde 287€ por pessoa

 

Zurique

 

 

29 de outubro a 1 de novembro, Zurique (Suíça)

É uma cidade pitoresca Zurique, mas também não é para todas as carteiras. Esta é claramente uma cidade que movimenta muita gente, por isso não é de admirar que os preços praticadas sejam um bocadinho elevados. Por outras palavras, até os hostels são caros, por isso prepare-se.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Visite o Museu das Belas Artes, um dos mais conhecidos do país (20,50€), passeie por Bahnhofstrasse, a Avenida da Liberdade de Zurique, e pelo jardim chinês de Zurique — que parece tudo menos um jardim suíço. Vale a pena também conhecer Grossmünster, a catedral de Zurique.

 

Quanto custa viver lá

 

Segundo o site Price of Travel, um táxi do aeroporto custa 60,50€, mas o comboio expresso fica a apenas 6€, ou um serviço de transfer. O passe diário para andar nos transportes públicos não ultrapassa os 8€. Quanto a comer fora, um jantar não fica a menos de 16€ — e sem bebidas incluídas. Meio litro de cerveja fica a 7€.

 

Quero voar e dormir

 

A viagem dura 2h55.

 

Preço da viagem: desde 985€ por pessoa

 

luxemburgo

 

 

1 a 4 de dezembro, Luxemburgo

O feriado de 1 de dezembro, Restauração da Independência, foi reposto pelo governo, por isso quinta-feira é feriado. Se meter folga na sexta-feira, tem quatro dias para aproveitar umas miniférias. E não precisa de mais para conhecer Luxemburgo de uma ponta à outra.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Num país marcado pelas colinas e vales, o Luxemburgo, a capital de Luxemburgo, pode ser uma cidade pouco simpática para pedestres e ciclistas, mas a paisagem compensa o cansaço. Visite a Place Guillaume II, uma praça pitoresca, ou o parque Vila de la Pétrusse, que tem uma vista absolutamente incrível. Para ir às compras, a Place d’Armes é local de paragem obrigatória.

 

Não deixe também de conhecer o Museu de Arte Moderna Grand-Duc Jean, também conhecido por Mudam (7€), e passear por Bock Casemates (4€), túneis subterrâneos com cavernas, escadarias e buracos. O percurso é impressionante. Fora do capital, é partir à descoberta das restantes 11 cidades de Luxemburgo. Vianden é incrível pelo castelo e a paisagem do vale do rio Our, Remich tem vinhas que nunca mais acabam.

 

Quanto custa viver lá

 

Num país com mais estrelas Michelin per capita do que qualquer outro, é impensável não desfrutar da gastronomia luxemburguesa. Segundo o site Price of Travel, uma refeição custa entre 8€ e 15€. Quanto aos transportes, o passe diário fica a 4€.

 

Preço da viagem: desde 192,95€ por pessoa

 

ESTOCOLMO-2

 

1 a 4 de dezembro, Estocolmo (Suécia)

Estocolmo tem a fama de ser cara e sim, é. É uma das cidades mais caras do planeta. Ainda assim, as 14 ilhas unidas por pontes junto ao mar Báltico fazem tudo valer a pena. Uma cidade de sonho.

 

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Conheça o Navio Vasa no museu histórico Vasamuseet — o navio, construído para ser o maior navio de guerra da Suécia, naufragou em 1628 e foi encontrado 303 anos depois praticamente intacto. Um pouco diferente é o Skansen Museet, um museu ao ar livre que tem o seu próprio jardim zoológico. Visite também o Gondolen, um restaurante/bar que fica no alto do elevador Katarinhissen. As refeições rondam os 30€. Faça também uma pausa para o fika, uma tradição sueca que consiste em fazer uma pausa para beber um café e comer um doce.

 

Quanto custa viver lá

 

Segundo o site Price of Travel, um táxi do aeroporto para o centro da cidade custa 49€, o comboio expresso 30,50€ e o autocarro expresso 10,80€. Quanto a refeições em restaurantes, os preços rondam os 8,70€ e 16,40€. A cerveja é cara (um copo pode chegar a custar 7€) e o Big Mac do McDonald’s pode chega quase aos 6€.

 

Quero voar e dormir

 

Preço da viagem: desde 1000€ por pessoa

 

marrocos7

8 a 11 de dezembro, Marraquexe (Marrocos)

É o local perfeito para quem quer fugir do continente europeu. Marraquexe fica a 1h40 de distância de Lisboa. Não é permitido beber álcool em público (esqueça os bares, portanto) e muitos restaurantes não servem carne de porco, mas em compensação vai conhecer uma cidade onde tudo é único — até as cores. Dia 8 celebra-se o Dia da Imaculada Conceição.

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Perca-se nas ruas. A cidade é conhecida pelo nome de cidade-vermelha, e não é difícil perceber porquê: predominam os edifícios feitos de barro seco. O Palácio da Bahia é o palácio mais popular entre os turistas, e a sua construção remonta ao final do século XIX. É um excelente ponto de partida para saber mais sobre a cultura árabe e marroquina. A entrada custa menos de 1€. Vale a pena visitar também os Jardins Majorelle, o único jardim botânico de Marraquexe, e ir a um hammam (banho turco). A entrada pode custar entre 1€ e 10€, consoante a época.

 

Quanto custa viver lá

 

O custo de vida não é muito elevado em Marraquexe. Os bilhetes de autocarro não custam mais de 0,50€, um táxi do aeroporto do centro da cidade não ultrapassa os 9€. Quanto às refeições, evite os restaurantes de hotel e divirta-se a comer fora: um almoço fica por 5€ por pessoa, um jantar não chega aos 10€. Só o McDonald’s é que não é exatamente uma pechincha — um hambúrguer Big Mac custa 4€. As informações foram retiradas do site Price of Travel.

 

Quero voar e dormir

 

Não demora nada a chegar lá. A viagem entre Lisboa e Marraquexe dura 1h40.

 

Preço da viagem: desde 288€ por pessoa

 

milão

 

8 a 11 de dezembro, Milão (Itália)

Milão pode não ser a primeira escolha de muitos turistas, mas é uma cidade verdadeiramente encantadora. Também é considerada uma das capitais da moda, por isso prepare-se para se perder nas compras. Os hotéis não são muito económicos, mas as restantes atrações e os restaurantes até são acessíveis. Tudo depende do que escolher fazer (e comer).

 

Veja isto, esqueça aquilo

 

Visite a Duomo de Milão, a catedral gótica mais bonita do mundo, e visite a Galeria Vittorio Emanuele, que nasceu para ser um local chique — a construção de estilo eclético tem apontamentos em ferro e vidro. Foi aqui que abriu a primeira Prada em Itália. Experimente também um panzerotto do Luini, uma espécie de pastel salgado muito popular em Milão. Para um passeio ao final do dia, visite a zona do rio Navigli.

 

Quanto custa viver lá

 

Segundo o site Price of Travel, os bilhetes de metro, comboio e autocarro custam 1,50€. Os bilhetes diários ficam a 4,50€. Um almoço ligeiro, como uma fatia de pizza, pode custar apenas 4€. Ao jantar, as refeições podem chegar aos 14€.

 

Quero voar e dormir

 

Preço da viagem: desde 590,00€ por pessoa